ANS faz encontro com contratantes de planos coletivos

Evento, dia 28, vai discutir como essas companhias pode influenciar a regulação do setor

Saúde-suplementar-ANS-planos-coletivosRIO – Dos 47 milhões de contratos da saúde suplementar, 31,5 milhões são de planos empresariais. Já os coletivos por adesão representam apenas 6,4 milhões. Ou seja, os planos contratados por empresas representam 67% do mercado. Como esses contratantes - na maioria empresas -podem influenciar na regulação do setor é o tema do evento que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realiza no próximo dia 28.

A agenda - “Ouvindo os contratantes: como os grandes consumidores de planos de saúde podem participar das decisões regulatórias?” - acontece uma semana antes da audiência pública na qual será reaberto o debate sobre franquia e coparticipação marcada para 4 de setembro. A Resolução Normativa 433, suspensa na semana passada, previa teto de 40% para coparticipação, que poderia chegar a 60% nos planos empresariais, caso houvesse acordo com os trabalhadores.

Nos últimos dois anos, o investimento médio em saúde por funcionário subiu para R$ 271,21, um aumento de 21%, segundo pesquisa da consultoria Mercer Marsh Benefícios, que entrevistou 690 empresas de diversos setores, em que dois terços delas têm o faturamento anual superior a R$ 100 milhões. Atualmente, o plano de saúde é o segundo custo administrativo das empresas, perdendo apenas para a folha de pagamento.

Ao todo serão oferecidas 90 vagas. As inscrições podem ser feitas até o dia 24 deste mês pelo e-mail eventos@ans.gov.br. O evento vai acontecer das 09h às 17h, no Auditório da Ancine, na Av. Graça Aranha, 35 – Centro do Rio de Janeiro.

Fonte: O Globo