ANS lança guia para comparar planos de saúde

ANS lança novo guia, que permite visualizar até três contratos a cada pesquisa.

plano-de-saude-guia-site-ANS

RIO - A comparação entre a rede credenciada de hospitais é uma das novidades do novo guia de planos de saúde que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançou hoje em seu portal (www.ans.gov.br/guiadeplanos).

A nova ferramenta permite comparar na mesma tela do computador, lado a lado, até três produtos a cada pesquisa, em quesitos como preço máximo de venda por faixa etária, cobertura, área de abrangência, tipo de acomodação (ambulatorial ou quarto), se tem franquia ou coparticipação.

Essa é a primeira atualização do guia desde o seu lançamento em 2009. Além de incluir a rede credenciada, a nova versão tem informações sobre a avaliação das operadoras pela ANS, em quesitos como atendimento, e alerta para caso de empresas que estejam sob direção fiscal, por exemplo.

Estão cadastrados no guia cerca de 17.500 planos médicos hospitalares e 4 mil planos odontológicos, entre contratos individuais e coletivos, com venda ativa.

A partir de agora a pesquisa gera um protocolo que permite a consulta posterior de todos os dados comparados. Além disso, as condições informadas pelas operadoras através do guia, apesar de serem atualizadas on-line, devem ser mantidas por até cinco dias, caso nesse período o consumidor decida fazer a contratação ou a portabilidade do seu plano atual para o consultado. Para tanto, basta que apresente à empresa o protocolo ou a impressão da pesquisa realizada.

O maior objetivo do guia é empoderar o consumidor para que ele possa fazer a escolha mais adequada à sua necessidade. Além disso, esperamos incentivar a concorrência entre as empresas do setor — diz Rogério Scarabel, titular da Diretoria de Produtos da ANS.

Ana Carolina Navarrete, pesquisadora em saúde do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), diz que a comparação entre planos é fundamental para os consumidores. Ela pondera, no entanto, que o guia deveria deixar claro, logo no início da busca , a diferença de proteção entre os contratos individuais e coletivos. Só os primeiros, destaca, estão protegidos de cancelamento unilateral pelas empresas e têm reajustes controlados pela ANS.

A ANS informa que o guia para contratação, em que as diferenças entre os contratos são explicadas, está disponível na área de “perguntas mais frequentes" na nova versão.

Fonte: O Globo