FDA aprova novo tratamento combinado para leucemia mieloide aguda

A leucemia mieloide aguda é um câncer de progressão rápida, que se forma na medula óssea e que resulta em um número aumentado de glóbulos brancos na corrente sanguínea.

leucemia-mieloide-aguda-medicamento

O FDA (Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos) aprovou o Rydapt como tratamento inicial para a leucemia mieloide aguda (LMA).

A leucemia mieloide aguda é um câncer de progressão rápida, que se forma na medula óssea e que resulta em um número aumentado de glóbulos brancos na corrente sanguínea. 

O medicamento Rydapt é aprovado para ser usado junto com a quimioterapia para tratar adultos recentemente diagnosticados com leucemia mieloide aguda e portador de uma mutação genética específica chamada FLT3. Os dados mostraram que a utilização de Rydapt como parte do regime de tratamento para pacientes com LMA mutada com FLT3 resultou em uma redução de 23% no risco de morte.

Referência: Novartis receives FDA approval for Rydapt

Fonte: Reuters

 

DIREITOS DO PACIENTE ONCOLÓGICO

Fique atento: cláusulas abusivas no contrato do plano de saúde que limitam o acesso a tratamentos mais modernos e medicamentos de alto custo podem ser consideradas nulas pela Justiça. É dever da operadora de saúde garantir cobertura a diagnósticos menos invasivos e tratamentos com menor toxicidade para que o paciente possa buscar a cura de sua doença.

LEIA MAIS: Combate ao câncer: a negativa de cobertura de tratamento e medicamentos por parte do plano de saúde não é o fim da luta