Acesso a medicamentos que estão fora da lista do SUS

Fonte: JRNews | Heródoto Barbeiro

Decisão do STJ consolida o entendimento de que é obrigação do Poder Público fornecer medicamentos que estão fora da lista do SUS, desde que presentes três requisitos:

- Laudo médico que comprove a necessidade do medicamento;

- Incapacidade financeira do paciente de arcar com o custo do medicamento; 

- Registro do medicamento na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em entrevista ao jornalista Heródoto Barbeiro, o advogado Caio Henrique Sampaio, entende que a decisão, de certa forma, favorece o acesso do paciente ao medicamento fora da lista do SUS. >> ASSISTA A MATÉRIA COMPLETA

caio-henrique-sampaio-advogado-saude